17 de abril de 2017

FUI VER A Vigilante do Futuro: Ghost In The Shell

O histórico de adaptações de obras da cultura japonesa feitas por Hollywood não é muito favorável, temos ótimos exemplos do que não deve ser feito em uma adaptação em filmes como Dragon Ball Evolution e The Last Airbender, esse último que é uma adaptação de um desenho da Nickelodeon, é uma produção sul coreana/americana com o estilo totalmente de animes, mas ambas sofrem do mesmo problema, total descaracterização e falta de fidelidade a obra em que se baseia.

E agora, será que em A Vigilante do Futuro: Ghost In The Shell seguiu o mesmo caminho? O filme teve mesmo um whitewashing? Clique em "Continue Lendo" e confira o que achei dessa adaptação.

Sinopse do filme é "Em um mundo pós-2029, é bastante comum o aperfeiçoamento do corpo humano a partir de inserções tecnológicas. O ápice desta evolução é a Major Mira Killian (Scarlett Johansson), que teve seu cérebro transplantado para um corpo inteiramente construído pela Hanka Corporation. Considerada o futuro da empresa, Major logo é inserida no Setor 9, um departamento da polícia local. Lá ela passa a combater o crime, sob o comando de Aramaki (Takeshi Kitano) e tendo Batou (Pilou Asbaek) como parceiro. Só que, em meio à investigação sobre o assassinato de executivos da Hanka, ela começa a perceber certas falhas em sua programação que a fazem ter vislumbres do passado quando era inteiramente humana.".

Mesmo sendo um fã de animes e ter sempre assistido e acompanhado obras que não chegaram a se tornarem famosas como The Record of Lodoss War e Initial D, eu pelo menos só conheço uma pessoa que assistiu o Lodoss e Initial são poucos que conheço que assistiram, confesso que nunca tinha assistido o anime de Ghost In The Shell mesmo muita gente sempre indicando para que eu assistisse, assim como até hoje não assisti nada de Neon Genesis Evangelion, mas que estou procurando bons links para baixar ou assistir, já que não tem no Crunchyroll, então antes de ir assistir a adaptação me senti na obrigação de assistir ao anime do Ghost, confesso que me arrependo de não ter assistido antes, porque que coisa linda viu, que filme, gostei tanto que comprei o mangá para ver o verdadeiro material original.


Então depois de assistir o anime, fui assistir ao filme com a maravilhosa da Scarlett Johansson que estreou no final do mês passado, só para poder ter uma base e poder ver se Hollywood iria fazer mais uma merda e olha, do meu ponto de vista, dessa vez eles conseguiram acertar em, porque mesmo com algumas alterações a essência do material original em que se baseia está lá, e o filme se baseia basicamente no anime mesmo, tem tudo que vi uns dias antes na animação, agora do mangá, o pouco que já li tem pouco na questão visual.

Da história, apresentada é tudo bem fiel, o que deixa um pouco a desejar é o questionamento filosófico que é discutido com mais profundidade no anime, que é a discussão do que é considerado um ser humano, se uma pessoa que tivesse toda a sua consciência implantada em um corpo artificial ainda seria um ser humano, se um programa com inteligência artificial avançada poderia ser considerado uma pessoa, bom, pelo menos é o que eu tirei do que assisti no anime, no filme essa discussão é pouco explorada, no lugar temos mais cenas de ação, o que para mim não diminuiu o filme, outra coisa que chama muito a atenção do filme é todo o cenário criado, a cidade e todos os ambientes que são apresentados, é lindo de ver e pela primeira vez eu vi um filme que a projeção em 3D fez a diferença.

Sobre a polêmica levantada por algumas pessoas do whitewashing, não vou explicar de novo o que é, um milhão de sites e canais de comunicação já falaram e explicaram o que é, então segue o jogo, só acho que povo está com muito tempo vago e sem ter o que fazer, além é claro de não terem entendido o conceito da alma na concha, enfim, e daí que não é uma atriz oriental como protagonista? Assista o filme que o conceito da concha é bem explicado e é bem a parte que trabalha o conceito filosófico da obra em que o filme é baseado, então parem de reclamar por besteira viu, povo está dodói demais.


Visualmente ficou
muito próximo ao anime
Enfim, fiquei contente de ver que Hollywood finalmente soube fazer uma adaptação boa e sem destruir completamente a essência da obra em que se baseia, que fez um belo trabalho e lindo visualmente de assistir na tela grande, além de ser um bom filme de ação também, algumas pessoas reclamam que o filme não trouxe nenhuma inovação, mas não vejo em que mais poderia inovar, já que muitos filmes do final dos anos 90 e começo dos anos 2000 se basearam no anime de 1995, as Irmãs Wachowski já cansaram de falar que Matrix tem muita coisa de Ghost In The Shell e depois de assistir o anime, deu para ver que é verdade, tem muuuuuuuuuuuuita coisa, então essa adaptação não deixou a desejar e não fez feio ao material original, pode ser que se tivessem trabalhado mais a discussão filosófica na história do filme o povo do mimimi teria reclamado menos. Outra coisa legal de ver nessa adaptação é quantidade de cenas recriadas e que ficaram quase que idênticas ao anime, que foram colocadas não só para fazer o fanservice, mas que se encaixaram muito bem e no momento certo.

A VIGILANTE DO FUTURO: GHOST IN THE SHELL: Mais do que recomendado, é uma ótima adaptação e um ótimo filme de ação.

4 comentários :

  1. O pior foi ver que quem reclama de whitewashing foram os ocidentais, os orientais estão gostando do filme que infelizmente não vai se pagar, foram 120 milhões de produção mais 150 milhões de marketing, mas eu tb gostei bastante até, tinha assistido o filme da animação um dia antes, vi várias referências que adorei, mas enfim, gostei e espero que tenha mais um, o que acho difícil.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa Thiago, isso é triste man, filme flopar porque o povo formador de opinião cagou no filme que não foi feito recriando quadro a quadro da animação, só por isso que reclamaram, isso é triste viu.
      Mas também espero que tenham mais filmes e que no momento que estrear na China, mostre que povo ocidental tá errado, da mesma forma que foi com o Pacific Rim.

      Excluir
  2. Caralho! Vai chover, acho que pela primeira vez vez na vida eu concordo com o autor do blog, uma crítica muito boa, mostrando que a mídia e a massa podem ferrar com um filme muito bom, que tem uma bela história pra contar!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oloco Biel... Não é primeira vez não!!! =/

      Excluir