16 de janeiro de 2017

FUI VER Assassin's Creed

Eu não sou de acompanhar muito franquias de jogos, as únicas que acompanho desde o primeiro jogo são as franquias DiabloDoomAge of Empires e Assassin's Creed, no restante acabo jogando por indicação de amigos, então são franquias que conheço a um bom tempo e tenho um carinho especial por elas, por causa disso sempre torci para que um dia fosse feito um filme, só que até agora só me decepcionei, o filme do Doom é uma porcaria e após ver tantas outras adaptações de merda que vem sendo feitas, quando anunciaram a adaptação do Assassin's Creed e que a produtora do jogo seria a responsável pela adaptação, a chama da esperança se acendeu no meu coração.

Agora que o filme já estreou no último dia 12 de janeiro, já dá para dizer se o filme seguiu a trilha de Doom, Resident Evil, Super Mario Bros ou se finalmente saiu uma boa adaptação de um jogo, então veja a publicação na integra e descubra.

Quando a produtora de jogos Ubisoft anunciou que estava abrindo a produtora de filmes deles, para poder fazer as adaptações dos seus jogos corretamente e não continuar na trilha de filmes merda de jogos que vimos até hoje, confesso que meu coração se aqueceu e a esperança de boas adaptações para jogos voltou a existir. Aí anunciaram que o ator principal seria Michael Fassbender, um ótimo ator e conhecido no meio nerd por dar vida ao jovem Magneto nas más adaptações dos X-Men e inclusive ele seria um dos produtores do filme pois também se diz fã da série de jogos da Ubi.

Então veio a notícia que resolveram que não iria adaptar diretamente uma história já utilizada em algum dos jogos que saíram, que seria uma história totalmente nova, que não veríamos Altaïr Ibn-La'Ahad (A.C. 1), ou Ezio Auditore da Firenze (A.C. 2), ou Connor Kenway "Ratonhnhaké:ton" (A.C. 3), mas que na verdade seria um filme baseado no universo do jogo, que eles queria colocar tudo que tem de bom nos jogos e criar uma nova história, mas que o fã da série iria se identificar e gostar, e foi ai que comecei a ficar com medo, porque já conhecemos essa história de "apenas se basear no universo" e já sabemos a merda que dá, né?

Aguilar / Callum Lynch
Enfim, vamos ao filme, a sinopse é a seguinte "Através de uma tecnologia revolucionária que desbloqueia as suas memórias genéticas, Callum Lynch (Michael Fassbender) revive as aventuras do seus ancestral, Aguilar, em Espanha no séc. XV. Callum descobre que é descendente de uma sociedade ancestral secreta, os Assassinos, e através da sua experiência nas memórias de Aguilar, adquire o conhecimento e a perícia necessária para entrar em confronto nos dias de hoje com os eternos inimigos dos Assassinos, os Templários, uma organização poderosa e opressiva.", e o diretor responsável pelo filme é Justin Kurzel, que já trabalhou anteriormente com o Fassbender no filme MacBeth, que chegou a receber algumas indicações a premiações, e em Assassin's Creed faz um bom trabalho e entrega um filme com uma boa fotografia, bons efeitos visuais e as cenas de luta são muito boas.

Já vou dizendo que gostei do filme e ao mesmo tempo não gostei, pelo seguinte motivo, não temos um bom enredo no filme e a história apresentada é fraca e cheia de furos, como disse lá traz tenho medo dessa história de "apenas baseado...", e o meu medo se confirmou, meu, tirando a parte da história sobre Aqueles Que Nos Precederam, o jogo tem uma boa história e daria muito bem para fazer uma adaptação dela, o pior é ver que usaram como base do roteiro a história do primeiro jogo e a ambientação do segundo, inferno viu, se resolveram pegar toda a história do primeiro jogo e só mudar a ambientação, porque não já adaptaram ela? Não conhece a história do primeiro jogo? Confere ai "Desmond Miles é um bartender que é sequestrado pela poderosa empresa Abstergo. Em seu cativeiro, Desmond é obrigado a usar uma máquina chamada Animus, criada pelas Indústrias Abstergo, para reviver as memórias genéticas de seus ancestrais. Então passa a reviver as memórias de seu ancestral, Altaïr Ibn-La'Ahad. O objetivo dessa experiência que a Abstergo força Desmond participar é encontrar os Artefatos de Éden, mais precisamente a Maçã de Éden.", praticamente a mesma do filme, a diferença é que o filme se passa na Espanha do século XV.

Outras falhas que tem o filme, não apresenta corretamente a ordem dos Assassinos e nem a ordem dos Templários, não fala direito o que são, como são e qual o objetivo real de cada organização e o porquê eles brigam a tantos séculos; o filme começa já mostrando a cerimonia de iniciação do Aguilar e já parte para história, do nada surgem os Templários e da mesma forma a Abstergo surge; durante todo o filme temos somente duas cenas que mostra um assassinato furtivo de um assassino; a Maçã do Éden que é o macguffin da história, é explicada duzentas vezes durante todo filme e em nenhum momento é mostrada em ação, se é realmente capaz de fazer o que foi explicado exaustivamente; outra coisa chata, não tem final o filme, simplesmente acaba em aberto para deixar, se é que vai ter mesmo né, para o próximo filme resolver.

O novo Animus, legal.
O que eu gostei foi na forma que apresentaram o Animus no filme, bem mais legal que aquela cama com uns conectores para ondas cerebrais, o apresentado no filme é um tipo de braço mecânico que permite a pessoa que está conectado ao Animus de se mover e tem uma representação holográfica do que o usuário está vendo; gostei das cenas de ação, que são muito bem coreografadas e naturais; o figurino dos assassinos é muito bom, muito parecido com as dos jogos, temos as laminas escondidas, adagas de arremesso, bombas de fumaça; além, é claro, do pacote completo de referências aos jogos, que te fazem falar "nossa, já vi isso ou fiz isso ai no jogo".

Concluindo, porque o texto já ficou muito grande, o filme de forma geral não é uma bosta, mas não é uma adaptação mesmo, é mesmo só uma obra baseada no jogo; é bom filme da Sessão da Tarde, nada mais do que isso, pelo menos não é um lixo como Doom ou o filme do Caverna do Dragão; agora para mim, que sou fã da série e jogo desde o primeiro Assassin's Creed, o filme é decepcionante e fraco, agora quem não conhece os jogos, capaz de gostar do que vai ver nesse filme; agora a principal fala do filme é: não tem nenhum bug e nem travou nenhuma vez durante o filme todo, um absurdo isso, como assim não deu alguma merda que fez travar tudo? Aff...
  • ASSASSIN'S CREED: Para quem não é fã ou não conhece a série dos jogos, Não Recomendo; agora se você só quer ir ver um filme com boa ação e aventura, Eu Recomendo.

2 comentários :

  1. Vi em outras resenhas, que não há tantas cenas de ação quanto se gostaria. Procede isso? Eu só joguei o AC no PSP, então não sou um grande fã, mas pelos trailers me interessei, porém as avaliações tem sido desanimadoras...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cara, tem algumas cenas de ação o suficiente, o que faltou foi mostrar o lado furtivo dos assassinos que é tão presente no jogo, mas o que tem de cenas de ação eu gostei.
      As avaliações não estão erradas assim, só achei que a maioria está muito exagerada, algumas falando que é uma das piores adaptações, mas não acho que seja.

      Excluir