31 de agosto de 2015

COMIC CON EXPERIENCE (CCXP), feita por Nerds para os Nerds!

Ai você passa um bom tempo vendo os caras de sites famosos indo fazer cobertura do maior evento nerd do mundo a San Diego Comic Con (SDCC), então fica se imaginando lá, vendo todas aquelas coisas incríveis, depois que ela acaba ainda fica se perguntando se um dia vai poder ir nela e se tem algo parecido perto de você ou pelo menos no mesmo país.

Então, depois de algum tempo indo fazer esse trabalho de cobertura, os nerds famosos resolvem se juntar com mais um grupo de nerds investidores e montar a sua própria Comic Con, mas esse evento deveria emular a mesma experiência que eles tiveram indo por anos na SDCC, só que agora o público do Brasil poderia experimentar algo parecido, assim nasceu a Comic Con Experience (CCXP).

Poster CCXP desenhado
pelo Rafael Grampá
Já em sua primeira edição realizada entre os dias 4 e 7 dezembro de 2014 no São Paulo Expo (antigo Expo Imigrantes) lá na capital Paulista, a CCXP já se consagrou como a maior feira da cultura pop, nerd e geek da América Latina, levando mais de 90 mil fãs de cinema, quadrinhos, videogames, literatura fantástica, animações, séries de TV, etc. nos 4 dias do evento, onde esses fãs puderam conhecer artistas de cinema, quadrinistas de grandes editoras como Marvel e DC, conferir estandes de produtoras de cinema e TV, editoras de livros, quadrinhos, produtoras de jogos, estandes de grandes marcas de fabricantes de produtos colecionáveis e lojas de tudo o que você possa imaginar que se refere a cultura pop, nerd e geek.

Não que estivesse em falta uma feira ou evento nerd no país, mas nenhum deles abrange e é tão diversificado, existem feiras como a Anime Friends que como o nome já diz o nome e dá a entender, é mais voltado para as animações e cultura japonesa; temos a Brasil Game Show (BGS), considerada a maior feira de games da América Latina, que conta com a presença das maiores produtoras de games do mundo; temos também a Campus Party, que tem como público algo os amantes de tecnologia, computadores e que já está em seu oitavo ano. Então ter uma feira que reúne tudo isso e adicionar um conteúdo que eu acho que meio que deixava a desejar, que é ter algo voltado para o cinema e séries de TV, pelo menos é a impressão que eu tenho, se eu estiver errado, que alguém me corrija.


CCXP 2014, organização dos estandes, auditórios e praça de alimentação

Com a CCXP hoje o Brasil tem uma feira que reúne tudo o que um nerd pode gostar, pelo menos é a feira que eu mais me identifico, já que os assuntos que eu mais me interesso são cinema, séries, hqs, games e colecionáveis. Claro que não foi uma organização 100% perfeita e nem que tenha faltado algo, acredito que alguns estandes poderiam ser melhor organizados e dimensionados, um exemplo era o estande da Warner Bros que era o maior da feira mas estava expondo somente algumas peças em homenagem aos 75 anos do Batman, Mad Max e O Hobbit/Senhor dos Anéis, claro que era um espaço comprado, mas era muito grande para apenas meia dúzia telas passando trailers e alguns manequins com os personagens; outra falha era a praça de alimentação, tinha pouca variedade de escolha e os preços estavam bem salgados, no único self service o kilo estava em torno de 70 reais (não sei se é o preço de SP, mas aqui na minha cidade os mais caros estão na casa dos 40 reais o kilo); essa falha talvez seja culpa do local, mas tinha poucos bebedouros para o público, pelo menos a água vendida não estava tão cara; uma única coisa que me deixou realmente chateado foi na loja de venda dos itens exclusivos, que permitiu que outros lojistas do evento comprassem na cota destinada para o púbico as peças exclusivas do evento para venderem nas lojas dentro da feira e que acabavam sendo hiper-inflacionadas nos estandes dessas lojas, isso teria como ser controlado e quem sabe acabaria permitindo que mais colecionadores comprassem as peças pelos bons preços que estavam pedindo, eu mesmo chegando em dois dias seguidos duas horas antes de abrirem os portões da feira não consegui comprar uma das coisas que eu queria; mas essas falhas não fizeram com que a qualidade da feira deixasse de ser muito boa e algo realmente memorável e que me agradou muito.

Falando nas coisas boas, elas foram muitas e algumas muito legais e inesquecíveis, um desses momentos foi o de poder apertar a mão e tirar uma foto com grande dublador Wendel Bezerra, pode ser que você não saiba quem ele é, mas com toda certeza já ouviu a voz dele, pois se você assistiu os desenhos do Jackie Chan, Bob Esponja e Dragon Ball, ou assiste a série Cake Boss, é esse o cara responsável por tornar um pouco mais abrasileirado as coisas vindas de terras gringas, pode ser pouco para muitos, mas gosto de conhecer os responsáveis pelas coisas que eu gosto ou admiro. Pude rapidamente tirar uma foto com a dupla nerd mais famosa da internet, o amigo do Peter Jackson o grande Deive "Azaghal" Pazos e o Alexandre "Jovem Nerd" Ottoni fundadores do site Jovem Nerd e apresentam o podcast Nerdcast, também vi de perto dois astros do cinema gringo, o ator Jason Momoa, a grande maioria lembra dele como Khal Drogo do Game of Thrones, mas eu lembro dele primeiramente da época em que ele fazia o personagem Ronon Dex na série Stargate Atlantis; vi também o ator Sean Astin que fez o hobbit Sam no Senhor dos Anéis e o Mikey Walsh no filme Os Goonies; pude conversar um pouco com o Rei dos Escritores Affonso Solano, autor do livro "O Espadachim de Carvão" e um dos fundadores do Matando Robôs Gigantes (MRG), cara é gente boa de verdade e sabe dar uma boa atenção aos fãs; outro grande autor que pude falar rapidamente com Timothy Zahn, autor da obra a Trilogia de Thrawn que fazia parte do universo canônico de Star Wars até pouco tempo atrás, em ambos os casos consegui pegar o autografo deles nos meus livros, outro que tive a oportunidade conversar foi o Duda Pipipitchu do canal Irmãos Piologo Games (os cara que criaram o Mundo Canibal e a Havaiana de Pau), cara é uma comédia.

Jovem Nerd
Azaghal
Wendel Bezerra
Duda Pipipit














Fora as palestras, workshops e eventos que rolavam nos auditórios do centro de eventos ou na sala de cinema montada especialmente para CCXP com 2 mil lugares e com um projetor de imagens em 4K e som também especial, tinha também a Artist's Alley que contou com a presença de mais de 100 quadrinistas brasileiros e gringos que estavam lá para vender seu trabalho e fazer alguns desenhos encomendados na hora, além é claro de conhecer o seu público; tinha estandes de diversas lojas com uma infinidade de coisas para te deixar mais pobre, estandes das marcas das coisas que ainda iriam sair este ano mas que é para nos deixar mais pobres, estandes de produtoras de filmes como Disney, Fox e a já mencionada Warner, estande de produtoras de séries para TV e streaming como Netflix, não faltou opção para agradar o público nerd e geek e tudo isso podia ser conferido por todo o público que frequentou a feira nesses quatro dias.



Enfim, ter ido para a CCXP ano passado foi para mim uma das melhores viagens que tive a oportunidade de fazer nos últimos anos e se a SDCC tem a mesma característica e é tão boa quanto foi a versão brasileira, o evento nacional conseguiu com sucesso honrar o nome que tem e cumpriu o prometido pelos organizadores, gostei tanto do evento que já comprei o ingresso para a edição deste ano e já estou no aguardo da CCXP 2015, que vai acontecer no mesmo local do ano passado entre os dias 3 e 6 dezembro.






Algumas fotos que tirei da CCXP 2014:


















6 comentários :