29 de abril de 2015

JÁ LEU A Era de Ultron (HQ)?

Não, não é a HQ que deu origem ao mais recente filme da Marvel, o Os Vingadores 2: A Era de Ultron (leia mais aqui.), apenas tem o mesmo nome que o filme, mas foi lançado antes mesmo de anunciarem que a continuação do primeiro filme da equipe teria este nome, a primeira edição de "A Era de Ultron" chegou as bancas/comic shops americanas em maio de 2013 com uma história totalmente diferente da que temos no filme.
A história que temos aqui é a seguinte: "Ultron, a inteligência artificial robótica criada pelo vingador Hank Pym e que se tornou a maior ameaça já vista à humanidade, finalmente consegue realizar seu intento. De algum lugar no futuro, ele desfere o mais letal e decisivo ataque contra todos os seres humanos, aniquilando milhares na esteira de sua conquista. 
Agora, os poucos heróis remanescentes preparam um contra-ataque suicida para tentar deter o robô. No entanto, a solução para esta crise pode se encontrar no passado, com o próprio Hank Pym... vivo ou morto!".

Agora a Panini Books aproveita o lançamento do blockbooster da Casa de Ideias para relançar essa história em uma coletânea que reúne em 280 páginas as edições de Age of Ultron 1 a 10 e Age of Ultron 10AI em formato premium, capa dura, papel especial em formato americano (17 x 26 cm), com um precinho  sugerido (meio salgado) de R$ 69,00, mas que pela qualidade do produto compensa estar na estante de todo colecionador.

Temos aqui uma história bem interessante escrita por Brian Michael Bendis também autor da linha Ultimate da Marvel, é uma aventura que envolve viagens no tempo para tentar salvar o mundo de sua total destruição pelas mãos de Ultron. Por mais louca que seja a história, ela faz parte da cronologia do Universo 616 (o tradicional) e afetou todas as HQs da editora na época, não foi um arco especial repensado nas tradicionais histórias do especial "E se... (What If...)" que da um outro desfecho para uma história publicada anteriormente pela Marvel.



A história começa mostrando uma Nova York totalmente destruída e o Gavião Arqueiro entrando furtivamente em um prédio em ruínas mas aparentemente habitado, lá dentro ele encontra um grupo de vilões e eles estão mantendo uma pessoa como refém amarrada a uma cadeira, logo você vê que a pessoa capturada pelos vilões é o Homem-Aranha, ele está bem machucado e aparentemente desacordado, após uma investida contra os vilões Barton consegue resgatar o Aranha, mas isso acabou chamando a atenção dos outros criminosos que estavam no andar de baixo, durante a luta deles para tentar fugir do cativeiro o prédio é atacado e ao sair dele vemos que o edifício está cercado por vários androides de vigilância de Ultron, depois de uma rápida batalha contra os androides Gavião e o Aranha conseguem escapar do local e partem para o esconderijo onde estão escondidos outros heróis.
Lá dentro estão reunidos Homem de Ferro, Wolverine, Luke Cage, Emma Frost, Mulher Invisível, entre outros poucos heróis, lá o Gavião toma um esporro por ter ido resgatar o Aranha e que tinha recebido ordens para não ir, isso já é meio que impressiona de ler um herói falando que devem abandonar alguém, mas o que da para ter certeza que eles estão na merda é ver o Capitão América sentado em um canto desiludido por causa de toda situação, justo ele que sempre tem um plano para tentar virar o jogo e salvar o dia.
Com todos reunidos eles começam a conversar para poder reunir a maior quantidade possível de informações sobre a situação e como tudo foi pro inferno, é quando também  descobrimos que tudo aconteceu de uma hora para outra literalmente, pois o que melhor exemplifica isso é o Homem-Aranha que diz que foi dormir e acordou com tudo caindo aos pedaços a sua volta, outra coisa que se descobre com o testemunho do Aranha é que os vilões que sobraram estão caçando os heróis sobreviventes e os trocando por suas vidas com Ultron, essas são as informações que eles tem certeza, pouca mais que isso.
Mesmo com tão pouco Capitão América conseguiu bolar um plano para dar inicio ao contra-ataque e quem sabe assim salvar o mundo, o plano era fazer com que um dos heróis sobreviventes entregasse um outro herói para Ultron para que esse lá de dentro pudesse descobrir o máximo possível de informações e assim aumentar as chances de uma virada de mesa, só que seria uma missão suicida e sabendo disso Luke Cage e a Mulher-Hulk se voluntariam para a missão, após por em prática o plano os dois descobrem que Ultron na verdade não está nem presente naquele tempo, ele está no futuro e usando o vingador e androide Visão para mandar as ordens do futuro para o passado e assim se manter seguro, mas como dito, a Mulher-Hulk é morta durante a missão e Luke Cage morre após entregar as informações aos sobreviventes por causa dos ferimentos sofridos.
Com essas informações Capitão e Homem de Ferro bolam um plano de ir até um antigo esconderijo de Nick Fury e usar a máquina do tempo que existe lá para poderem ir para o futuro e enfrentar Ultron diretamente e de surpresa, já que eles acreditam que o androide nunca espera um ataque deles ainda mais depois de matar a maioria dos heróis do mundo e deixar o restante bem acabado, Wolverine discorda do plano dizendo que no futuro eles não teriam sucesso porque lá o Ultron já estará muito poderoso e que o mais seguro e certeiro é viajar para o passado e eliminar Hank Pym já que ele é o criador do ser que iria causar o fim de todo a humanidade, do ponto de vista do restante do grupo isso é errado e que matar um colega vingador não é o correto.
Com um grupo formado por Nick Fury, que estava escondido na base da máquina do tempo, e liderado pelo Capitão América , os heróis partem para o futuro em uma missão para salvar o passado, deixando para trás um Wolverine determinado a salvar o mundo da forma que ele acredita que será o mais eficiente, mesmo não sendo o mais correto, com essa determinação Logan força um dos heróis que ficou com ele a ligar a máquina do tempo e manda-lo para o tempo antes de Pym inventar Ultron, ao chegar no passado o mutante descobre que a Mulher-Invisível foi com ele para o passado com a intensão de impedir a morte do pai do androide.
Enquanto isso no futuro a equipe de Nick Fury já se aproxima da base de Ultron e são pegos e mortos pelos diversos robôs criados por Ultron, acontecendo exatamente como Wolverina havia dito que iria acontecer, voltando ao passado no laboratório de um jovem Hank Pym a Mulher-Invisível luta para se decidir se permite ou não que Logan mate o seu amigo e impeça que já estava subjugado pelo mutante, após um discurso dele, ela acaba permitindo o assassinato de seu amigo acreditando que assim o futuro estaria a salvo juntamente com seu marido e filhos mortos por Ultron e que essa morte não causaria um grande efeito borboleta catastrófico.
Ao retornarem para o presente, eles podem constatar que matar Hank Pym não foi uma boa ideia e que isso causou uma grande alteração no futuro deixando as coisas piores do que eles haviam deixado quando partiram, com um mundo dividido por uma causa de uma guerra entre os heróis daquela realidade liderados por um Tony Stark meio humano meio máquina e a feiticeira Morgana Le Fey que já dominou grande parte do mundo, após presenciarem a derrota final dos heróis, Logan resolve voltar no tempo mais uma vez e impedir a versão mais antiga dele de matar o Homem-Formiga e avisar-lo para colocar uma trava ou algo que ajude no futuro a deter Ultron e impedir que o andoide destrua o mundo e mate milhões, situação que se prova mais eficaz do que foi tentado anteriormente e resultando em mais uma derrota do vilão perante os Vingadores.

Eu gostei dessa saga pois é uma boa mistura de aventura e ficção cientifica e mostra bem o que acontece quando se mexe com o continuum espaço tempo, como até os melhores heróis podem cair nos piores momentos e como as escolhas podem afetar a vida de outros mesmo sendo algo que vá teoricamente ser o melhor para você.

E mais uma coisa que dá para ver é que a Marvel Studios pode muito bem só pegar o nome de uma saga para fazer seus filmes e não necessária uma adaptação do que já foi feito nas HQs, portanto não me surpreenderia se o próximo filme do Capitão América, o Guerra Civil, não for algo totalmente diferente da saga contada nas HQs da editora.